[REFLEXÃO] Não existe investimento com liquidez diária

antes de tentar me contradizer, observe a tabela abaixo

  • Poupança: liquidez alta, pois o resgate do dinheiro é feito quase que instantaneamente. Basta solicitar o resgate e o dinheiro está na sua conta.
  • Títulos públicos: liquidez média, pois as vendas só ocorrem uma vez por semana (agora diariamente) porém, mesmo assim, não é garantido que você conseguirá vender. Existe uma data final para o resgate.
  • Fundos de investimentos: liquidez de alta para média, pois, dependendo do fundo, é necessário entre um a quatro dias úteis para o dinheiro estar disponível em sua conta.
  • Imóveis: liquidez baixa, pois muitas vezes demora dias ou meses para vender um imóvel pelo preço que ele realmente vale.
  • Ações: depende do ativo, mas a liquidez geralmente é alta. Quando o papel é muito negociado (ex: Petrobras, Vale…), a venda é praticamente instantânea e, na maioria das vezes, pelo preço que você sugere. Já em papéis pouquíssimo negociados, é difícil vender pelo preço sugerido com facilidade. Muitas vezes, faz-se necessário baixar a pedida para conseguir vendê-lo.
  •  

 para mim, poupança não é investimento, serve mais para um (pequeno) colchão financeiro em casos de emergência, que não deve ser superior a 10 mil reais (para o meu padrão de vida).

mesmo os assim ditos investimento com liquidez diária sofrem de um mal: você não pode simplesmente gastar ele no dia que precisar. precisará solicitar o resgate e esperar a transferência, que no caso do bostil pode levar até quatro dias úteis (ou seja, se somar um sábado, domingo e mais um feriado para te ferrar, a assim chamada “liquidez diária” na verdade é uma liquidez semanal)

daí a importância da poupança. porquê? porque o médico, a não ser que seja muito seu amigo, não vai querer esperar uma semana para receber o dinheiro, em caso de uma emergência. e mesmo que ele topasse, hoje em dia é tudo com a administração do hospital, o que já torna ineficiente sua amizade com ele. estou dizendo isso porque já passei por situação semelhante. não precisa nem ser urgência de saúde. viu um novo investimento e quer trocar a instituição onde seu dinheiro está alocado? lá vai ter que fechar a posição/solicitar retirada,transferir recursos para nova instituição e ad infinitum. toda essa burocracia, as taxas e os impostos me fizeram desistir de investir por um bom tempo. por quê? posso ter um retorno melhor empreendendo pensei. afinal de contas, conseguirei facilmente um retorno de 10% ao mês empreendendo, pensei. e a verdade é que dependendo do ramo, você consegue até bem mais. só que precisa capital, o que eu não tinha. enfim, por um bom tempo me contentei em virar empregado até acumular capital suficiente. o problema veio a seguir:

fiquei preso na corrida dos ratos! assim como um hamster corre na rodinha e não sai do lugar, por mais que eu me esforçasse parecia que sempre gastava mais do que ganhava (isso dura, de certa forma até hoje). não conseguia entender para onde ia meu dinheiro. meus sonhos pareciam não ter lugar na realidade cruel que me abatia. até que…lembrei da regra. aporte pelo menos 30% do que você ganha. sendo 10% disponíveis para futuras emergências. foi o que eu fiz. e a liquidez diária não me ajudou (Continua…)