A difícil vida de morar junto com a sogra – e cunhados

Não more com sua sogra, jamais!

Como comentado no post anterior, eu construí atrás da casa da minha sogra dois quartos (um para mim e minha esposa, o outro para nossos dois filhos) e um banheiro (na verdade nosso quarto é o que chamam de suíte – o que faz com que o fedor do banheiro venha todo para o nosso quarto). Daí emendamos o nosso quarto com a cozinha de minha sogra (a cozinha era o último cômodo, que ficava nos fundos). Então o que acontece é que é como se minha mulher não tivesse saído da casa da mãe dela, pois ainda continua fazendo todas as tarefas que fazia antes de “se mudar”. Isso inclui lavar as áreas e cozinhas da casa da sogra, cuidar dos animais (cachorros que latem o dia todo, papagaios que também não para de palrar o dia todo, gatos, etc). Ou seja, ao invés de diminuir, e ela ter que ficar cuidando só da “nossa casa” ela também faz as tarefas da outra. É como se fosse um aluguel que ela pagasse por compartilhar a cozinha. Ora bolas, a idéia não foi nossa. Porém é visivelmente percebível que essa situação de ter sua carga de trabalho aumentada fez aumentar o nível de stress da minha mulher. Já houve uma empregada doméstica, mas depois da aprovação da bendita PEC, tivemos que mandá-la embora, e minha

sogra (que não é sabatista, aliás sou o único em casa) chama uma diarista todo sábado para fazer uma faxina geral.

AMOR - Dinheiro pode até não comprar amor. mas compra arros e iates de luxo. Uma vez que você tenha ele, o amor vai ser facilmente conquistado.
AMOR – Dinheiro pode até não comprar amor. mas compra carros e iates de luxo. Uma vez que você tenha ele, o amor vai ser facilmente conquistado.

Se esses fossem todos os problemas eu acho que daria para aguentar. Porém a minha sogra vem perturbando ultimamente. Ela é professora de história, ou seja, muito esquerdista. Por causa disso ela quer se intrometer na maneira com a qual criamos nossos filhos, principalmente na questão de palmadas. Ela realmente acredita nessas teorias pedagógicas atuais e na doutrinação de Paulo Freire. É foda viu (sim, ela votou na dilmônia).

Como eu não tenho carro, temos que ficar dependendo da carona dela para ir a lugares mais distantes. pense numa má vontade.

Outra coisa que incomoda muito são os outros filhos da minha sogra (meus cunhados). Uma filha é uma vadia que deu pro diabo e o mundo e arranjou um beta otário provedor. (Alfa depois que casa vira beta, lembram?) Ela traz quase todo dia a filha dela, que é uma capetinha, para “visitar” a vovó” (na verdade é pra deixar a vó cuidando, que também não cuida, e adivinha pra quem acaba sobrando? pois é). O outro filho dela só sabe chegar fazendo barulho e pedindo comida. o cara não sabe fritar um ovo, e depende da mãe pra cozinhar pra ele. chega a ser patético.

Eles não moram definitivamente lá, a filha tem até uma casa própria, mas dorme bastante por aqui. O filho construiu outro quarto atrás do nosso, mas ele só costuma vir dormir aos fins de semana.

Enfim, por esses e tantos outros motivos (como os vizinhos chimpas que ficam com o som alto o dia todo – aliás para aproveitar o embalo do post, não falei que a crise tinha atingido eles? ledo engano. Para economizar na energia que gastavam com  o som ligado , compraram um tambor e ficam batucando samba o dia todo. vai se ferrar meu)

Voltando ao ponto, por diversos motivos, pretendemos nos mudar. Ela quer financiar um imóvel. Já eu acho que alugar seria mais viável. Por favor, digam sua opinião sobre esse assunto.