Porque não sou adepto do estoicismo, budismo, ou outras religiões orientais.

Após um tempo sem postar, devido estar estressado de saco cheio com a história do carro (ainda não comprei,  e não acredito que vou jogar meu patrimônio fora nisso, mas fazer o quê) resolvi mudar um pouco o foco e voltar a falar sobre religião aqui no blog.

Como vocês sabem, o pobreta é o fundador do probretão way of life e da real pobretana (que na verdade já tinha sido iniciada com o S.K, mas isso é outra história),  Ele resolveu aderir ao estoicismo pois foi onde encontrou mais “lógica” para a vida de merda que temos aqui na terra. Sim, o pobreta costuma ter argumentos destruidores, mas ele ainda não acordou ainda desta matrix esquerdista que está dominando o mundo ocidental. Antes de refutar as idéias estoicas do pobretão é preciso conhecê-las. Não pretendo escrever nenhum tratado, por isso vai ser bem resumido. Vou enumerar alguns pontos-chave:

  1.  A vida terrena do JPBF é uma merda desde antes de sua existência. Ele não escolhe nem onde, nem como nem quando irá nascer. É o que chamamos de “loteria genética e social”. Isto faz com que seu destino já esteja pré-traçado (determinismo fatalista) e somente algum evento miraculoso (tipo ganhar na mega-sena e o chimpa não torrar tudo) ou auto-esforço tremendo pode alterar ou amenizar esta situação.
  2. Ao mesmo tempo, o beta é pressionado a seguir um destino  e obter um patamar de sucesso que nunca alcançará, o qual é destinado em 99,99% dos casos àqueles que nasceram em “berço de ouro” (mulheres, alfas físicos/financeiros, nerds programadores autistas/ o que mais você quiser colocar como exemplo escroto aqui).
  3. Para evitar ao máximo esta tortura psicológica e mental o beta deve tomar atitudes defensivas/ofensivas conforme as ocasiões utilizando-se da sabedoria pobretana, que toma emprestado alguns conceitos do estoicismo.  As principais atitudes são viver frugalmente, aportar forte e claro, rejeitar compromisso sério (leia-se namoros e casamentos com as mulheres, principalmente mães solteiras, rodadas e vadias em geral ou seja, mais de 90% delas) devendo utilizar-se de garotas de programas para aliviar sua tensão sexual e dos assim chamados “depósitos”.
  4. Outras atitudes são secundárias, porém são recomendadas. Hobbys baratos e/ou gratuitos, atividades físicas (dieta paleolítica)
  5. O ideal é agir como um espelho. Se as mulheres e os alfas te tratam com desprezo e humilhações você também deve ser filha da mãe com eles sempre que possível (e que isso não te afete financeiramente, claro). Para os betas não chimpas, devemos ser solidários.

Apesar de eu concordar com a maioria dessa filosofia pobretana, eu não concordo com tudo. Vamos pegar o budismo por exemplo.  Um dos seus conceitos é que as frustrações e sofrimentos do ser humano advém dos seus desejos. Portanto bastaria eliminá-los para que o sofrimento acabasse e assim, o ser humano viveria feliz.  Eu já penso o contrário.  O problema não são nossos desejos. E sim o fato de não podermos concretizá-los. Um homem sem ambições, sem sonhos está morto para a vida (não que isso seja necessariamente ruim – mas não é um homem feliz). Pois se a pessoa não deseja mais nada, o que lhe motiva a continuar vivendo?

Indo um pouco mais longe, o estoicismo não se preocupa com o que irá acontecer depois de nossa morte. Afinal de contas isto não está ao nosso controle, então  por que se preocupar? Não existem recompensas ou punições, então a melhor coisa seria viver um “Carpe Diem” moderado, ou seja, alcançar a IF, viver hedonisticamente o máximo possível e acabou.

Ou seja, parece o irmãozinho mais velo com ciúme do presente que o mais novo ganhou. Ao invés de admitir que quer um igual ele faz birra e esperneia. O que difere um JPBF de um alfa cheirador de pó como o Dan Bilzerian? Na prática nada, pois se o beta tivesse a oportunidade, faria a mesma coisa que ele.

Ah HighLander, se fosse você não faria a mesma coisa? Eu não. Perceba que o cara pode ficar com uma mulher diferente por hora, e ele não se satisfaz. Pode comer quantas mulheres gostosas de u rosa for, ele sempre vai querer mais. O mesmo vale para bebidas, e drogas.

Se ele fosse realmente feliz com aquilo, nem Instagram teria, para começar.

É preciso sair desse círculo vicioso. E não estou falando de traps. Nem de casamento.  Mas isso é assunto para outro post.

 

O que eu faria no lugar dele?  é um caso a se pensar.

 

  • Pobre Sonhador

    Foi assim que virei ateu agnóstico. Procurando uma religião para completar minha existência fui parar até no budismo. Achava aquele placebo de meditação maravilhoso. Fiquei puto quando começaram a entuchar na minha cabeça que deveria se livrar de todos os bens materiais, pois isso traria sofrimento ao homem. Porra eu frequentava um dos mosteiros mais ricos do estado do RJ e ainda me mandar fazer isso!!? A grande verdade é que as religiões foram criadas apenas no intuito de manter o pobre facilmente manipulável e miserável. A única que conheço que vai na direção contrária é a teologia da libertação. Que age como uma loteria, utilizando os contemplados com um milagre de exemplo, ignorando todo e qualquer outro fato anterior como mudança de pensamento, esforço próprio e ações. A real probretana foi criada no intuito de se tornar mais uma religião. Onde os donos do blog só pegaram um material bem escrito, completo e estabelecido não passível de modificações (livros do nessahan alita), distorceu, mutilou e os transformou em dogmas. Criaram um líder através de uma figura carismática (chaves) e tentam faturar alguma coisa em cima. Tanto que o blog anda tão desfigurado que as postagens divergem muito entre si, isso com apenas 2 dias de diferença. Perceberam que o estilo de vida Hikikomori não traz dinheiro ao blog (ninguém comprará nada através dos anúncios do AdSense). Tanto que agora ele tenta ganhar em cima de indicações de livros. Ojeriza, funças, pois nesse pais de bosta é a única forma que um ser antissocial pode melhorar de vida. E melhorando de vida ele deixa de ser um seguidor dele. Incentiva o ódio as mulheres e aqueles que conseguem se relacionar normalmente com uma. N.A. só nos mostrava como se defender de suas manipulações. Assim como elas precisam de nós, nós precisamos delas. Seus conselhos de desenvolvimento pessoal não passam de citações e quem quiser saber mais que procure. Odeia a esquerda, mas acham que há alguma oposição direitista no Brasil (tudo a mesma merda. É o estado contra o povo). Enfim, eles só tentam manter o pobre, jovem, beta e feio com um antolho para tudo que possa melhorar as suas vidas. Ele só não se compara ao Jim Jones, pois seus seguidores já tem tendências suicidas. Eu poderia fazer um livro, analisando essa persona, mas eu tenho que ganhar dinheiro então, fui! Abraços!!