[Dicas] Pequenas Atitudes que ajudam a melhorar nossa vida de merda

Eu estava meio relutante em fazer este post. Não porque seja um tema exatamente polêmico mas sim pelo fato de envolver questões do tipo gosto/preferências pessoais. Por muito tempo eu fui um cara relaxado do tipo “deboísta”. Nunca liguei para nada, tipo eu fingia que nada me incomodava na minha vida, esperando o dia em que ficaria milionário ou algum outro milagre do tipo ocorresse. Eis alguns tipos de atitudes que eu (não) tomava:,

  • não ajudava a limpar a casa em que eu morava, já que afinal de contas, eu achava ela muito lixosa e a casa não era minha, então pra mim não me importava se ela estava suja ou não. O mesmo valia para minhas coisas pessoais. Como passei muitos anos dividindo meus pertences pessoais com minha família chimpa e eles nunca cuidaram bem das coisas eu sabia que logo aquele bem iria estragar e não me esforçava para conservar nada. Isso se refletia até mesmo na manutenção do carro e limpeza do carro, por exemplo, já que no projeto inicial ele seria utilizado por outras pessoas (felizmente isso quase não ocorreu)
  • consequentemente eu era uma pessoa extremamente desorganizada, seja com horários, programações e etc. Era comum eu chegar atrasado a diversos lugares, e eu (não só eu, claro) também era culpado disso.
  • Começava diversos projetos mas nunca acabava nenhum deles. Seja aulas de programação, música, artes marciais, dança, academia, etc. Era movido apenas pela curiosidade inicial e quando minhas dúvidas iniciais era solucionadas eu perdia o interesse/migrava para um novo hobby.
  • Nessa bagunça toda se incluía aí minha espiritualidade/religiosidade. Nunca ia regularmente à igreja, nem tinha comunhão constante com Deus. Na verdade não conseguia realmente me firmar na minha fé.

Seja organizado (ao extremo)

Se você quer que sua vida mude, ao menos um pouco, é preciso primeiramente organizá-la. Organizar sua vida financeira apenas não basta. É preciso organizar seu tempo, sua mente e sua rotina diária. Pode parecer exagero, mas aconselho a todos que sejam extremamente metódicos, com planejamento detalhado do que vão fazer a cada dia da semana e a cada hora do dia. Tenha sempre em mãos um checklist. Isso vai lhe ajudar a evitar dores de cabeça durante o dia. Mais tarde vou compartilhar um exemplo de rotina minha. Mas o processo pode ser resumido numa simples frase: Tenha horários preestabelecidos. Para todas as coisas. Acordar, tomar banho, cagar, acessar o face, estudar, etc.

Faça uma lista de todos os problemas atuais. Quantos deles você conseguiria resolver com dinheiro? Pois é. No meu caso são muitos. Mas não todos. Foque naqueles que você pode resolver agora. Após isso foque em alguma forma de ganhar mais dinheiro. Nem que seja somente 30% a mais do que você ganha agora. Qualquer ajuda é bem vinda.

Verifique a possibilidade de se mudar

Eu já decidi. Vou sair do Bostil. Isso mesmo, Adeus ChimpaLândia. Como eu vou fazer isso? Ir para os EUA? Canadá? Austrália ou Europa? QUEM ME DERA. A verdade é que se você é um pobretão que nem eu mal vai ter dinheiro para pagar a passagem não é mesmo? Pois bem. Esses dias estive visitando algumas cidades do Paraguai. Sim chimpas, isso mesmo Paraguai. Descobri muitas coisas interessantes por lá. Pra começar, lá a carga tributária é bem menor. Lá o salário mínimo é equivalente a 1100 reais atuais. Ou seja, mesmo que atualmente você ganhe um salário mínimo só de se mudar pra lá você ganharia 200 reais a mais (22% a mais sem fazer nada). Lembre-se de lá o custo de vida é menor do que aqui. Eu estive em Encarnación. É uma cidade semelhante a Ciudad Del Este, só que para argentinos. Só que em vez de brasileiros indo pra lá comprar muambas, são os argentinos que vão pra lá. Só pra entrar na cidade é um sufoco: existe uma fila “um engarrafamento” que chega a 10km na fronteira com a argentina. Maluco, é muito argentino querendo comprar as coisas no Paraguai, pois lá é mais barato. O melhor de tudo é que você não precisa de passaporte. Para atravessar a fronteira só precisa do RG. Estou vendo com meu amigo se ele consegue me encaixar na mesma área que eu trabalho aqui pra começar já ganhando bem por lá. Eu não sei se ele vai conseguir pois minha área é bem burocrática. Mas de qualquer forma a lição que eu dou para vocês é a seguinte: Quem nunca tenta nunca consegue nada! Se você nasceu na merda você não tem culpa disso. Mas se você mesmo percebendo que está na merda, podendo sair dela você resolve que não vai sair então infelizmente a culpa é toda sua!.

Eu falo sério até vender balas no sinal é mais lucrativo no Paraguai do que no Brasil.

Procure entender como você chegou na situação atual

A primeira coisa que você precisa enfiar na sua cabeça é que sua vida sempre foi uma merda. E que isso é perfeitamente normal, e você não pode mais mudar isso, pelo menos não o passado. Pegue por exemplo a mim. Eu sou casado. Qualquer casado da real vai falar que casamento é uma merda. E eles estão certos até certo ponto. Acontece que ninguém me obrigou a casar. Foi uma opção minha. Eu podia ficar aqui deprimido e lamentando novamente minha horrível vida de casado. Mas perceba que fui eu quem escolheu viver assim. Tem gente que acha que a gente casa para viver feliz. Pergunta pra qualquer casado se ele vive feliz. Acontece que o conceito de casamento foi deturpado. O casamento era um contrato em que as duas partes se comprometiam a negar a si mesmos, seus projetos pessoais, para a criação de uma família. O casamento envolve completa e total abnegação. Não é a sexolândia, nem nada disso. Ao escolher se casar você se comprometeu a enfrentar os piores infernos diários possíveis, para atingir esse fim. Talvez ninguém tenha lhe ensinado isso. Mas se você entrou nesse barco, sinto-lhe dizer que a pior coisa que você pode fazer é pular dele. Eu recomendo seguir o caminho até o fim, pelo menos até o objetivo principal (a criação dos SEUS filhos) ter sido atingido. Foi pra isso que eu me casei. Eu não tenho porque ficar me lamentando. Da mesma forma, muitas condições pelas quais você passa ou lamenta são resultados de escolhas suas. A melhor solução é prosseguir até alcançar o objetivo primário daquela escolha. Se após isso você não estiver satisfeito, pelo menos a sua parte você cumpriu. Isso vale para Faculdades, profissões e etc.

Tenha um espaço só seu

Estou prestes a me  mudar para o meu apartamento de 72m² conforma já foi falado aqui. Isto vai me proporcionar maior privacidade e menos estresse com a minha sogra e o restante da família da minha mulher. Até ela vai ficar menos estressada. Até onde sabemos a melhor maneira de lidar com parentes chimpas é se afastando deles. Uma outra opção menos viável é mandar eles se ferrarem, mas isto pode ser perigoso especialmente se você depende de alguma forma deles como era meu caso. Mas a verdade é que Desde que saí da casa dos meus pais muita coisa melhorou pra mim, e eles me tratam um pouco diferente de antes, por razões óbvias. Nem sempre é necessário gastar horrores com aluguel. Conheço um cara que viveu muito tempo cuidando da casa de um amigo que passava a semana trabalhando na cidade vizinha e só aparecia no fim de semana. Então no fim de semana meu irmão aproveitava pra sair e assim os dois quase não se viam. Na verdade conheço vários exemplos semelhantes. Às vezes sair de casa pode ser fácil do que parece.

A aparência importa – e muito

Uma vez que você tenha conseguido seu espaço e tenha começado os hábitos de organização comece a cultivar hábitos de higiene e limpeza. Eu era uma pessoa que não ligava muito para o que os outros achavam de mim. Não tomava muitos banhos por dia, mesmo morando ao norte do país num calor infernal. Nem fazia questão de cuidar da minha aparência, andava com roupas velhas e etc. Isso tudo impactava na imagem que os outros faziam de mim, mas acima de tudo impactava na imagem que eu mesmo tinha de mim! Me via como um cara velho, gordo e que ninguém gostaria de estar perto. A verdade é que eu sou uma ótima companhia, pelo menos hoje em dia percebo que as pessoas gostam de estar comigo. Da mesma forma que você deve cuidar de si mesmo, você deve deixar seu espaço limpo, bem-cuidado e organizado. Eu não ligo se você mora na laje de uma favela, não há nada que um pouco de massa corrida ou painéis de MDF junto com alguns papéis de parede não possam resolver. Falando sério, uma casa limpa, cheirosa é mais um dos fatores que proporcionam equilíbrio e tranquilidade mental.

Abandone os vícios

Eu desperdicei muito tempo da minha vida na internet. Seja vendo animes, pornografia ou no Facebook, isso tudo nunca me ajudou em nada.

Estou há quase 03 meses no No-Fap e posso dizer uma coisa. A sensação de se conseguir superar um vício é libertadora. Esses dias meu smartphone quebrou o LCD e eu estou até hoje sem. Ainda utilizo o meu notebook sim para acessar no Facebook e o WhatsApp, mas confesso que ficar sem ele às vezes é até melhor. No trabalho por exemplo, posso me concentrar melhor nas tarefas e acabar as coisas mais rapidamente.

Mude sua dieta/plante aquilo que você come

Não é novidade pra ninguém que os alimentos extremamente industrializados fazem mal para a saúde. E com os atuais escândalos da JBS é bom repensar certos alimentos também. 90% daquilo que se vende num supermercado, que não seja orgânico provavelmente vai fazer mal para sua saúde.

Procure arranjar uma maneira de plantar seus próprios alimentos. O Esboço do meu projeto está praticamente concluído e pretendo iniciá-lo na metade do ano que vem. Você pode achar que estamos muito longe, mas Isto nos leva para a próxima dica:

Crie, planeje e estabeleça objetivos e metas

Sim, essa é mais uma daquelas dicas óbvias que ninguém segue. Mas você precisa planejar seu futuro desde já. Por exemplo. Eu tenho uns 70 mil reais só em dívidas (obviamente esse valor cai pra menos da metade se eu pagar à vista hoje). O que você acha que eu vou fazer assim que juntar uns 40 mil reais? Sim, isso mesmo vou procurar quitar minhas dívidas ao máximo possível. Espero que isso possa ocorrer até outubro,  que é quando o cenário vai se definir e eu vou saber se vou poder resgatar os meus aportes ou não (se eu não puder pretendo sair da corrida do milhão, rs). Meu futuro é bem incerto mas desta vez eu quero ser otimista. Tem muitos projetos paralelos, então se um deles falhar, ainda tem outros, não é possível um deles vai ter que dar certo. Isso é outra coisa que eu recomendo: use seu tempo livre pra tocar projetos pessoais de baixo custo e que deem dinheiro. Eu faço isso as poucos mas assim que os projetos estiverem maduros o suficiente (ou seja gerando $$$ sustentável) eu vou largar meu emprego atual.

É isso aí galera, qualquer outro item que vocês achem que deve estar nessa lista é só falar.